Avatar

terça-feira, 1 de julho de 2014

Série de Estudo dos Fenômenos Mediúnicos : Fotografia Transcendente - incluindo fotografias da Aura e Animais Desencarnados

Como estão amigos? Esperamos que todos bem e com saúde.

Neste post iremos abordar um tema conhecido da maioria das pessoas, que são as fotografias de espíritos, auras humanas, animais desencarnados, flores,objetos e outras criações ideoplásticas - para tanto nos utilizaremos de trechos do livro Teoria da Mediunidade de Zalmino Zimmermann, o qual recomendamos a leitura, rica em estudos de variados temas envolvendo a mediunidade e o animismo, com pesquisas já feitas em todo o mundo, muito bem retratadas.

As fotografias transcendentes podem ser tiradas à luz do dia (chamadas de normal) ou no breu (escotópica) e também ficou conhecida por "fotografia espírita", "fotografia psíquica" e "fotografia fluídica". A nomenclatura transcendente foi dada por Alexandre Aksakof e não são fotografias que envolvem materializações - pois as feitas no escuro mostraram que radiações são emanadas das próprias figuras retratadas.

 Interessante é que as formas pensamentos também são passíveis de serem fotografadas (produções ideoplásticas) lembrando que estas formas pensamentos são pensamentos temporariamente cristalizados e estas criações psíquicas podem emitir energia capaz de impressionar chapas,filmes e outros materiais.

Documentos publicados pela revista The Greater World - O Mundo Maior mostrou a médium inglesa Ada Lee e fotografias transcendentes obtidas diretamente sobre papel branco, luvas, lenços e peças de vestuário.

Na obra de Ernesto Bozzano, Pensamento e Vontade, editora FEB também apresenta a questão analisada.

As primeiras fotografias conhecidas devem-se a William H.Mumler, 1861, recebera então descrições e análises de Arthur Conan Doyle sobre o evento.As fotografias de Mumler logo chegaram à Inglaterra, França e outros países, recebendo análises e estudos de pesquisadores da época, incluindo Kardec.

Destacam-se o médium Frederick A.Hudson, 1872, na Inglaterra, pela grande repercussão o que atraiu cientistas e interessados , tendo como uma das fotografias a do espírito da mãe de um destes - de Alfred Russell Wallace.Vários pesquisadores assim marcaram a história da fotografia transcendente como Staiton Moses (autor de Fotografia de Espíritos), Edward Wyllie (conhecido como médium fotógrafo), David Duguid, William Hope, Fred Barlow (que obteve inclusive mensagens escritas em chapas que ainda não haviam sido utilizadas a qual chamamos de escrita fotográfica), entre outros.

Nos tempos atuais destacam-se Ian Stevenson e Jule Eisenbund que se dedicam à investigação das fotografias transcendentes.Não podemos deixar de mencionar o trabalho de Hernani Guimarães Andrade e Hermínio C. de Miranda, ambos com obras sobre o tema, que é vasto, pois inúmeros foram os estudos em diversos países.

A razão de termos tantos estudos e análises sérias das fotografias é que os casos não são incomuns e assim temos provas documentais incontestáveis. Léon Denis por exemplo relatou:

" O professor Istrati, membro do Conselho de Ministros da România, concentrando sua própria vontade antes de adormecer, pode exteriorizar-se, aparecendo ao Doutor Hasden, senador romeno, a mais de 50 quilômetros de distância, e por ele se fazer fotografar em espírito. Na chapa distingue-se a imagem fluídica do professor, encarando o aparelho".

Aqui no Brasil temos Aureliano Alves Neto, famoso caso que demonstra-nos comprovam a possibilidade de que um espírito encarnado também pode, em desdobramento (fora do corpo), não só materializar-se como ser fotografado.A obra Extraordinários Fenômenos Mediúnicos, editora Dicel, de Aureliano supra citado nos traz oportunos estudos.

FOTOGRAFIA DE AURAS

Em relação à captura da aura da pessoa que está sendo fotografada também recebeu estudos, e teve efetiva validade científica a partir da metade do século XIX, o que atraiu endosso de eminentes cientistas e pesquisadores como Alfred Russell Wallace, podendo nós destacarmos a médium Agnes Nichol Guppy.John Beattie, fotógrafo australiano realizou notáveis experiências acompanhado por diversos pesquisadores em 1872, narrados em famosa matéria ao British Journal of Photography.

Na obra utilizada para confecção do post, de Zalmino Zimmermann encontramos as pesquisas, cientistas e fatos comprovados, além de fotografias, vale a pena conhecer a obra, porém não disponível para download.


Há ainda as famosas fotografias Kirlian que possibilita pela via eletrônica a detecção da aura ou parte dela.Nas fotografias kirlian as energias são fotografadas, incluindo objetos e não apenas pessoas.


A ironia no meio disto tudo é que Kirlian, diz-se, descobriu o processo por mero acaso no meio das suas experiências com eletricidade e não lhe soube descobrir aplicação prática imediata para além da curiosidade científica.




FOTOGRAFIA DE ANIMAIS DESENCARNADOS

Mais raras, são observados ao lado das pessoas que conviveram - impressões fotográficas de criações ideoplásticas são mais comuns, como de figuras e objetos que na maioria das vezes observou-se que são os próprios fotógrafos ou fotografados que libera ectoplasma, podendo ou não serem manipulados por espíritos experientes.

Mais uma vez podemos ainda citar Eusápia Paladino, com observações feitas por De Rochas e Bozzano, assim damos um panorama geral aos que se interessarem pelo tema, podendo pesquisar os nomes mencionados pois sendo estes inúmeros impossível é de retratarmos em pormenores.

COMUNICADO

Abraços a todos, ótima semana e bons estudos :) estamos quase encerrando a série de estudos de fenômenos mediúnicos e ao final seguiremos com análises de filmes espíritas, quem desejar nos encaminhar desde já por email qualquer pergunta ou observação, para futura postagem, basta nos encaminhar por email: luzesdobem@gmail.com que postaremos conforme formos analisando os filmes na sequência.

Gratos!