Avatar

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Série de Estudo dos Fenômenos: Levitação

Levitação José de Cupertino
Olá amigos, estivemos ausentes por uns dias, mas retornamos com a série de estudos dos fenômenos, abordando a levitação neste post.

Apenas abrimos um parênteses na matéria, recordando que dia 3 de julho estréia o filme Ação e Reação aos amigos que gostam da temática espírita e que em agosto iremos comentar as cenas do filme dando tempo para que possam a maioria assistir até lá.

Levitação: mediunidade de efeito físico que apresenta elevação e deslocamento de pessoas e objetos sem apoio visível.

O fenômeno da levitação foi conhecido em toda a história da Humanidade, inclusive pela igreja, com vários membros canonizados - José de Cupertino, Teresa D'Avila, entre outros.Embora hoje seja mais raro temos que os séculos XIX e XX foram prodígios em registros destas ocorrências sendo em boa parte pesquisados por eminentes cientistas e pensadores - assim temos inúmeros casos para tratarmos do tema.

Algumas obras que podemos destacarmos são:
O Mediunismo na História, cap. II
A Levitação, de Albert Rochas, editora FEB
Encyclopedia of Psychic Sciences, p.523
Hipnotismo e Mediunidade, César Lombroso, editora FEB
A História do Espiritismo, Arthur Conan Doyle, editora Pensamento

Os médiuns geralmente que conseguem a levitação de pessoas também consegue de objetos e há casos em que os próprios médiuns puderam levitar e, de acordo com registros históricos, também fizeram llevitar duas ou mais pessoas de mãos dadas ou separadas. - Zalmino Zimmermann em Teoria da Mediunidade, pag.648-649.

A conhecida pesquisadora Florence Marryat (There is no Death) testemunhou um fato ocorrido com a médium Florence Cook - uma mesa de jantar, ao redor da qual estavam sentadas trinta pessoas ergueu-se totalmente no ar enquanto objetos que estavam em cima da mesa balançavam sem cair.Noutra ocasião um piano fora elevado.


Entre os médiuns que se destacaram pela levitação comprovada está Dunglas Home, que conseguia o fenômeno físico da levitação de pessoas - individual, múltiplas e simultâneas.é o mais citado, pois foi um dos mais estudados e os fatos ocorreram à luz do dia, assim foi um dos médiuns mais testados do mundo pois era médium de grandes capacidades.Um dos pesquisadores que estudaram sua mediunidade está Crookes.


Médium Colin Evans
Outro muito conhecido foi o brasileiro Carlos Mirabelli que independente da hora ou local produzia fenômeno de levitação, entre outros, tendo sido igualmente estudado por cientistas e pesquisadores.

Também podemos citar William Staiton Moses, médium inglês e há nos estudos feitos com ele relatos de suas sensações ao efetuar a levitação e podemos notar as vezes semelhanças entre os médiuns que levitavam sobre as sensações que podiam sentir durante a levitação.Abaixo algumas:

"Não há nenhuma pressão sobre o corpo, minha sensação era de ser mais leve que o ar, nenhuma inconsciência ou transe.A levitação se dá  de forma suave e gradual" - Staiton Moses (1839-1892).

"Durante essas elevações ou levitações nada sinto de particular em mim, exceto a sensação de abundÂncia de eletricidade os meus pés.Não sinto mão alguma que me sustente" - Dunglas Home.

Eusápia Paladino estudada por Lombroso e Richet também observaram o fenômeno da levitação. Outro médium, italiano, Alberto Fontana observado por De Rochas proporcionou reuniões com levitações múltiplas.

Lembramos que o palco das discussões sobre ser a levitação algo criado pelo Espiritismo e que ocorreram em ambiente escuro ou pouco iluminado, em breve e honesto estudo cai por terra, sempre oportuno recordar.Para tanto sempre citamos obras, algumas com links de download e acrescentamos nas postagens estudos científicos realizados, pois que cabe à ciência observar, estudar e constatar independente de crédulos ou pontos de vista, sim, e ainda bem.

"Apesar de pesquisado e documentado há cerca de século e meio, pouco se sabe ainda sobre o seu processo, mas há algumas hipóteses que surgiram através dos pesquisadores do fenômeno - W.J.Crawford, professor de Engenharia, na Queen´s Unversity,de Belfast publicou três obras de conteúdo histórico.

Nos afirma que a levitação de mesas e movimento de objetos eram devido a uma substância invisível que jorrava do corpo do médium (The Psychic Structures in The Goligher Circle, 1921)" Zalmino Zimmermann.

Sabemos que o ectoplasma exerce grande papel no fenômeno de levitação e espíritos informam que, geralmente, ao ectoplasma humano estão associados recursos dos reinos vegetal, mineral, animal e que, também é um ótimo condutor de eletricidade e magnetismo.Mas o processo em si, ainda permanece desconhecido, embora fato seja.

LEVITAÇÃO - SURGIMENTO

Os relatos mais antigos de levitação remontam ao início da era cristã. 
Quando Jesus andou sobre as águas do Mar da Galiléia ocorreu um autêntico 
fenômeno de Levitação.

Na história do Cristianismo há registros de mais de 200 santos que teriam 
levitado pelo menos uma vez à vista de testemunhas.
Na 2ª metade do século 19, após o surgimento dos fenômenos das irmãs Fox 
em Hydesville, N.Y., E.U.A., cresce o interesse pelos fenômenos de levitação 

produzidos por médiuns.

ANÁLISE SOBRE O FENÔMENO - COMO EXPLICAR A LEVITAÇÃO?
Muitas teorias foram aventadas para explicar o fenômeno, mas o que realmente a mais aceita é que espíritos operantes envolvem a pessoa ou objeto a levitar em fluidos, isolando-os assim do ambiente físico, sobre o qual se exerce normalmente a lei do peso.

Assim isolados, podem então ser, tais pessoas ou coisas, facilmente manejados, em qualquer sentido.

OBRAS PARA DOWNLOAD/ ARTIGO:
http://www.bvespirita.com/Levita%C3%A7%C3%A3o%20(autoria%20desconhecida).pdf (LEVITAÇÃO)

http://bvespirita.com/A%20Levita%C3%A7%C3%A3o%20(Albert%20de%20Rochas).pdf  (A LEVITAÇÃO, ALBERT DE ROCHAS)


http://www.arautos.org/artigo/6935/Sao-Jose-de-Cupertino--O-padroeiro-dos-estudantes-em-apuros.html (ARTIGO CATÓLICO)

"Tantas manifestações sobrenaturais chamaram a atenção da Inquisição, perante a qual o bom frade foi acusado de abuso da credulidade popular. Durante um interrogatório no mosteiro napolitano de São Gregório Armeno, ele teve um êxtase diante dos juízes." - trecho do artigo.