Avatar

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Reuniões Mediúnicas: o que são e como acontecem


As reuniões mediúnicas não podem ser acompanhadas pelo público em geral, pois nas reuniões há o respeito tanto à pessoa que é atendida quanto ao espírito que se manifesta. Tratam-se de amparos nos casos de desobsessão e distante estando da ideia de manter-se um segredo ou culto místico, na realidade abordam-se questões muito particulares que são levantadas para que o amparo aconteça.

Está aí a razão pela qual não são permitidos acessos, pois não se trata de expor nem o encarnado nem o desencarnado,como se espetáculo fosse.


Em determinadas reuniões mentores também se apresentam no intuito de transmitir mensagens edificantes e de estudo, sendo fundamental que haja no grupo afinidade, o que na ausência desta afinidade poderá comprometer a comunicação, pois que o pensamento não sintonizado, acaba por atrapalhar fluidicamente o ou os médiuns capacitados para as comunicações. Estas comuicações podem acontecer através da psicografia, psicofonia ou  materializações.
No intuito de melhor demonstrar o que são as reuniões, separamos alguns vídeos para que vocês leitores compreendam melhor e tenham contato.


Nos casos de perturbação espiritual, os centros espíritas realizam a desobsessão com auxílio dos mentores através dos médiuns, que fraternalmente permitem a comunicação, através da psicofonia, em que os obsessores se expressam. Quando se comunicam na maioria das vezes revelam os motivos da obsessão que fazem a quem obsediam - e como se dá o amparo? Se dá mostrando ao obsessor a necessidade de seguir sua jornada no plano espiritual, do perdão, do amor, entre outras explicações que são transmitidas no intuito de os elucidar.

Não é tarefa fácil em muitos casos, pois observamos que alguns mantem ideias fixas em relação aqueles a quem obsedia, questionam sobre Deus, céu e "inferno", se apresentam como nós encarnados - com dúvidas diversas, necessidade de entendimento e amarrados a percepções equivocadas estimuladas pelo ego, ódio, desejo de vingança ou inveja,por exemplo.



No tocante a psicografia e psicofonia há algumas reuniões em que são permitidos os acessos, maior exemplo foi o trabalho realizado por Chico Xavier, no entanto, algumas destas comunicações requer sejam feitas em grupos afins, como nos casos de psicografia de obras espíritas e psicofonias que envolvem estudos e diretrizes que são passadas aos grupos. Os resultados são vistos por todos, pois as mensagens são comunicadas nos centros espíritas, no intuito de levar conhecimento e luz ao maior número de pessoas.
Assim não é privilégio de apenas um grupo, embora no grupo mais restrito é que acontecem.