Avatar

domingo, 27 de abril de 2014

Documentário conta a trajetória do médium Francisco Waldomiro Lorenz e sua família.


Francisco Waldomiro Lorenz, médium  escritor de 71 obras,falava 110 idiomas, nascido na Boêmia na Tchecoslováquia em 1872.

Veio para o Brasil em 1894, morou na cidade de Dom Feliciano, na época distrito de Encruzilhada do Sul, até 1950. Desencarnou em 1957 aos 84 anos. Teve 13 filhos, mais 8 adotados. Viveu e morreu pobre, doando sua vida ao próximo. Após sua morte foi psicografado por Chico Xavier e teve livros editados.




Francisco Waldomiro Lorenz



Entre seu primeiro livro e o segundo decorreram 51 anos. Nesse meio tempo, escreveu em jornais e revistas e, em 1929, deu a público a importante obra - "Iniciação Lingüística ", que lhe granjeou grande autoridade a respeito de assuntos lingüísticos.

Só quando a FEB criou sua seção de edições em Esperanto, em 1937, abriu-se uma Editora para recomeçar ele sua missão espírita-esperantísta. Publicou-se então, em 1941, a coletânea de poemas traduzidos de 40 línguas diferentes, com o título "Diverskolora Bukedeto" ; em 1942, sua tradução de "Bhagvad-Gitá". Em 1944, apareceu a primeira coleção de poemas mediúnicos em Esperanto, com o título "Voæoj de Poetoj el la Spirita Mondo ", formado em grande parte por poesias recebidas pelo próprio Lorenz como médium, e outras por ele traduzidas de "Parnaso de Além-Túmulo". O valor literário desse livro foi posto em relevo por "La Nica Literatura Revuo" , em seu número 5, de 1956, que transcreveu do livro dois poemetos como modelo de bela poesia.