Avatar

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Psicopictografia ou Pintura Mediúnica



Psicopictografia ou pintura mediúnica é um tipo de mediunidade onde desenhos ou pinturas de quadros são confeccionados  por intermédio dos espíritos, com a utilização de técnicas diversas.

As finalidades desta faculdade mediûnica são de promover:

-       -auxílio ao próximo (a venda das obras transformam-se em meios de assistência ao próximo, cada centro espírita/pintor agasalha uma causa como por exemplo de assistência a idosos,moradores de rua, famílias em situação de pobreza,etc);
-        - cura de males do corpo e da alma;
-       -transmissão de energias benéficas e positivas.

Com a ponta de um pincel ou com dedos, mãos, pés ou boca são manipuladas as cores de todos os matizes e nuances, freqüentemente no momento da pintura são derramadas saúde e paz sobre todos os que estão ao redor.


Os interessados em obter esclarecimentos a respeito de pintura mediúnica poderão consultar O LIVRO DOS MÉDIUNS, de Allan Kardec, Cap. XVI, Item 190 (Médiuns especiais para efeitos intelectuais. Aptidões diversas): Médiuns pintores ou desenhistas.
Cura através da Arte, isto é, "Arte-Cura" - assim denominada pelos desencarnados dirigentes dessa Atividade.
Com relação à "arte-cura" pictórica(*): é constituída de pintura mediúnica, medicina espiritual e música clássica.
Temos conhecimento de que, no Brasil, surgiu através da médium Walkiria da Silva Kaminski, em Guarapuava, interior do Paraná, aos 17 de julho de 1981 e tem o objetivo de curar enfermidades físicas ou perispirituais, aliviá-las, ajudar, fazer cirurgias e tratamento, sendo a parte artística dirigida pelo Espírito pintor holandês Rembrandt e a médica pelo Espírito Dr. Bezerra de Menezes, brasileiro.



“A Arte é das mais profundas formas de expressão que o Espírito pode encontrar sobre a Terra.
Quando penetrada por idéias de excelência, cabe à Arte o labor de cooperar no desenvolvimento da estesia nas criaturas de Deus.
Assim, o artista é alguém dotado dessas sutis percepções, tendo possibilidades muitas vezes, de captar a vibração superior da Vida, as ondas luminosas de esferas cerúleas e apresentar; aos homens o produto da sua filtragem. 

O artista imbuído da arte que se agita nos painéis do Cosmo; quando segue fiel aos preceitos do equilíbrio da realização do bem; não poucas vezes se faz intérprete de fulgurantes mensagens, depositário que se torna dos fulgores estelares.
Cooperador de Deus, cabe ao artista desenvolver ou colaborar para que só desenvolvam nos seres humanos os sentimentos do belo; do inefável; do indefinível.Não é por outra causa que deparamos com artistas de níveis variados; atendendo aos Programas da Divindade nos patamares mais diversos pelo mundo.
Dos tambores rústicos da selva aos violinos apaixonados de rútilos concertos, vemos a Presença de Deus...(...)
(...) Só identificas em tuas possibilidades a Presença do Senhor a se fazer através de diversificada expressão artística, eleva-te, aprimora-te, ilumina-te, conquista-te e deixa-te a ti mesmo penetrar pelas vibrações dos seres angélicos, que honram a Deus, espargindo amor e saúde pelo Universo, a fim de que, ao longo dos tempos, participes dos seus misteres.Fazer arte, em verdade é louvar a Deus alcandorando os seres da Humanidade. 
Engaja-te nesse labor e deixa brilhar, também aí, a tua Luz”. - Trecho extraído do livro VOZES DO INFINITO, 
de José Raul Teixeira.