Avatar

domingo, 19 de maio de 2013

Estudo: Materialização de Espíritos



Olá amigos, este post foi sugerido pelo amigo Alexandre, e busca mostrar um pouco sobre a materialização de Espíritos como meio de estudo.

As materializações foram estudadas e analisadas em diferentes épocas, contando com a colaboração de médiuns e cientistas para a averiguação do fenômeno e na atualidade a direção dos estudos têm se dado de outras formas, como já apresentadas aqui no blog - indico visitarem a marcação "ciência" e "estudo" para conhecimento destes novos estudos e suas constatações que vêm aproximando tanto o espiritismo/espiritualidade de variados campos científicos. Boa leitura!

Materialização (ou Ectoplasmia) - Fenômeno pelo qual os espíritos constroem algo material (objeto ou corpo) a partir da manipulação do ectoplasma, em combinação com os fluidos do ambiente e do espírito.


Para que o fenômeno de materialização de espíritos aconteça, é necessário a presença do médium de efeitos físicos e a presença de um componente especial denominado de ectoplasma ( maiores informações sobre o ectoplasma já foram publicadas no blog anteriormente, passível de consulta).


Chama-se de médium de efeito físico aquele que tem a faculdade que permite ceder ectoplasma em quantidade suficiente para possibilitar aos espíritos o seu uso em combinação com outros fluidos (os do espírito e do ambiente), visando produzir ações e resultados sobre o mundo material.

O Ectoplasma - é uma substância que se acredita que seja força nervosa e tem propriedades de interagir com o mundo físico. É um elemento amorfo, mas de grande potência e vitalidade, servindo de alavanca para interagir os planos físicos e espiritual. Infinitamente plástico, dá forma parcial ou total às entidades que se fazem visíveis.

As ações desenvolvidas pelos efeitos dessa mediunidade afetam o ambiente material e, por isso, são denominados de efeitos físicos. Os fenômenos de efeitos físicos resultam da ação dos espíritos sobre os fluidos até chegar a produzir resultados perceptíveis no mundo material. Os efeitos dessa mediunidade são percebidos por qualquer pessoa que os possa presenciar.


O efeito físico é o resultado da combinação dos fluidos do espírito, do o ectoplasma do médium e os fluidos do ambiente. Com esses três elementos o espírito gera o fenômeno, o anima e controla pelo pensamento.

Fluidos - André Luiz, no livro Domínios da Mediunidade, afirma que o fluido é um material leve e plástico, necessário para a materialização. Podemos dividi-lo em três elementos essenciais: fluidos A, representando as forças superiores e sutis da esfera espiritual (são, geralmente, os mais puros); fluidos B, nascidos da atuação dos companheiros encarnados e, muito notadamente, do médium; e fluidos C, constituindo energias tomadas à Natureza terrestre (são os mais dóceis).


O Ectoplasma foi analisado por vários pesquisadores dos quais destacam-se as seguintes conclusões: 
  • Dr.V. Dombrowsky (Varsóvia) - "O ectoplasma está constituído de matéria albuminóide, acompanhado de gordura e de células tipicamente orgânicas. Não foram encontrados amiláceos e açúcares".

  • Dr. Francês ( Munich) - "Substância constituída de inúmeras células epiteliais, leucócitos e glóbulos de gordura".

  • Dr. Albert Scherenk-Notzing citado por Charles Richet - "O ectoplasma está constituído por restos de tecido epitelial e gorduras".

  • Dr. Hernani G. Andrade - "O ectoplasma é Substância formada com recursos da natureza originando-se dos tecidos vegetais (ectofiloplasma) e de origem animal (ectozooplasma) e de origem mineral (ectomineroplasma)".
 A materialização ou aparição tangível é visível, por qualquer um, de pessoas já falecidas, quando ocorrem estas experimentações.Trata-se, portanto, de algo objetivo. O que normalmente só é visto por pessoas com algum nível de clarividência se torna visível para todos, legitimando, assim, a palavra dos médiuns ao afirmarem entrar em contato com falecidos. Durante o fenômeno estudado por nomes importantes da Ciência como William Crookes, Charles Richet, médico ganhador do prêmio Nobel de Fisiologia, Gustave Geley, entre outros, vemos os Médiuns, com o auxílio dos quais o fenômeno se processa, serem amarrados, algemados e trancados em gaiolas para que toda a suposição de fraude fosse afastada.

As seções de materialização que mais vivamente impressionaram, tiveram lugar com o sábio William Crookes que estudou as materializações do espírito de Katie King durante um período de três anos com a médium Florence Cook (então com 16 anos), e outros cientistas como o Dr. Gully, diretor dos hospitais de Londres e o engenheiro Varley, engenheiro chefe das linhas telegráficas da Inglaterra.

Abaixo foto da materialização do espírito Ana, na casa de Francisco Cândido Xavier, em Pedro Leopoldo, em Dez de 1954. O médium Francisco Peixotinhio encontra-se deitado na cama, podendo-se notar o ectoplasma entre o médium e o Espírito.
Katie se materializa ao lado de Florence

A perda de peso do médium – Uma prova em favor desta teoria é que se tem constatado um diminuição do peso do médium durante as seções de materialização. Assim, Florence Marryat escreveu: «Tendo visto a Srta. Florende Cook colocada sobre uma balança, construída por projeto do Sr. Crookes, constatei que a médium, que antes pesava 112 libras, logo que o Espírito materializado tomava forma, o peso do seu corpo não ultrapassava mais que a metade, 56 libras.»

A diferença física entre a médium e o Espírito – Katie King e Florence são de estaturas e de cabeleiras diferentes. William Crookes escreveu: «Uma noite, contei as pulsações de Katie; seu pulso batia regularmente 75, enquanto que a de Srta. Cook, poucos instantes após, atingia 90, sua cifra habitual. Apoiando meu ouvido sobre o peito de Katie, podia ouvir seu coração bater no interior, e suas pulsações estando ainda mais regulares que as da Srta. Cook; após as seções elas me permitiram a mesma experiência. Experimentando da mesma maneira, os pulmões de Katie se mostravam mais sãos que os de sua médium, porque no momento em que fiz a experiência, a Stra. Cook seguia um tratamento médico contra uma forte constipação.» Por vezes adiantou-se a hipótese de que o ser materializado não seria outro que o duplo do médium. 

Esta teoria tem apenas base empírica porque, como podemos ver dos fatos acima, o Espírito e seu médium são duas personalidades bem distintas. Além disso, Florence Cook, despertada, conversa durante alguns minutos com Katie King e William Crookes, que vê todas as duas.
Katie e o Dr. CrookesA fotografia espírita – A fotografia espírita traz a prova da realidade objetiva da aparição: Os aparelhos fotográficos não estão sujeitos a alucinações !
William Crookes tirou quarenta clichês do Espírito Katie King mostrando nitidamente as diferenças físicas entre esta e sua médium. Abaixo, foto do Espírito Katie, acompanhada de William Crookes.

As moldagens – Esta constitui a mais flagrante prova em favor da teoria Espírita. Eis a maneira de operar comumente empregada, nas circunstâncias: Dois vasos contendo, um água fria, o outro água quente, são trazidos para a sala onde a experiência tem lugar; na superfície da água quente flutua uma camada de parafina fundida. Se queremos obter o molde de uma mão materializada, pedimos ao Espírito para mergulhar sua mão na parafina fluida e imediatamente na água fria, e de repetir várias vezes esta operação. Desta maneira se forma, na superfície da mão, uma luva de parafina de uma certa espessura, e, quando a mão do Espírito se desmaterializa, ela deixa um molde perfeito que se enche de gesso. Basta então mergulhar tudo na água fervente, e, a parafina se funde restando uma impressão exata e fiel do membro materializado. Uma tal impressão é impossível de realizar, porque é impossível retirar a mão sem destruir o molde.

Para saber mais:

  • O Livro dos médiuns Allan Kardec (2ª parte, c. II, Manifestações físicas – mesas girantes).
  • O Livro dos médiuns Allan Kardec (2ª parte, c. IV, Teoria das manifestações físicas)
  • O Livro dos médiuns Allan Kardec (2ª parte, c. V, Manifestações físicas espontâneas)
  • O Fenômeno Espírita Gabriel Delanne (2ª parte, c. III, Mediunidades diversas e c. IV, Espiritismo transcendental)
  • L’âme est immortelle de Gabriel Delanne (2ème partie, ch. III, Photographies et moulages de formes d’Esprits désincarnés)
  • L’âme est immortelle de Gabriel Delanne (2ème partie, ch. III, Discussion sur les phénomènes de matérialisation)
  • No Invisível Léon Denis (c. XVI, c. XVII, c. XVIII, c. XIX, c. XX)
  • Recherches sur les phénomènes du Spiritualisme de William Crookesp.141 (Notes sur des recherches faites dans le domaine des phénomènes appelés spirites)
Fontes: almateca.tk;espirito.org;espíritananet