Avatar

quarta-feira, 10 de abril de 2013

OS VÍCIOS



Todos sabemos que os vícios nos levam à dependência, então por que constatamos o aumento de pessoas viciadas em todo o mundo?

Na maioria a causa é emocional, seja de remédios, drogas, tabaco, jogos ou de comportamento (sexo, impulso para compras, por exemplo) podendo se iniciar por desejo de experimentar ou necessidade de uso (remédios) que se prolonga ao uso contínuo.

Numa sociedade em que o tempo é precioso, observamos pais sem tempo para conversar com filhos, filhos sem tempo e vontade de conversar com seus pais; busca pelo imediatismo que gera entre outros males a ansiedade; estresses no trabalho para cumprimento de metas; necessidade de consumo das tendências e modernidades, enfim a lista é grande e nem sempre estamos preparados para enfrentar estas situações ou ainda perdas, medos, etc.

Como os prepararmos é a questão que nos leva para o lado espiritual, buscando através da meditação, religião, yoga, florais, entre outros para alcançar o equilíbrio; mas nem sempre há essa busca, esta alternativa, é aí que muitos acabam entrando no vício - que se inicia com uma dose, uma droga "leve" ou uma medicação "só" para dormir.

Busca-se um alívio momentâneo, que parece pouca coisa, para "ajudar" a encarar os fatos.

O final já é conhecido infelizmente...o vício acaba dominando a necessidade momentânea e se consolida.

O emocional falou mais alto e tem-se que lidar com uma nova situação, nada fácil e cheia de promessas de refazimento.

O Espiritismo têm uma visão mais ampla do tema, pois sabemos que além do narrado anteriormente há ainda um quadro de obsessão, em que espíritos desencarnados que ainda se encontram na esfera terrena acabam por obsediar o viciado.


A obsessão leva a maiores consumos das drogas e dos comportamentos desvirtuados, pois os obsessores fazem uso destas situações para se valerem dos flúidos emanados dos vícios assim como do fluído vitais dos viciados (estabelece-se uma sintonia de atração onde os envolvidos sintonizados no vício o compartilham).

Obsediados acabam se tornando " vítimas" (não são bem vítimas devido a afinidade estabelecida, sendo  iguais perante a necessidade do vício, em situações diferentes - encarnado e desencarnado) dos obsessores, que conseguem dominar as faculdades mentais do obsediado, e assim, a recusa da cura e da busca por ajuda.

Todo processo espiritual é sintonia, por isso o Espiritismo em seus processos de cura realizam antes dos passes e sessões de desobsessão a leitura do Evangelho; para que harmonize o ambiente e prepare as pessoas para receber as energias superiores com maior receptividade e preparo. Além do Evangelho os centros realizam palestras e orações, no intuito acima mencionado e não acontece a melhora como num passe de mágica, mas gradativamente.

Daí a necessidade do retorno, sendo portanto um tratamento de fato. Nenhum tratamento substitui ordens médicas e medicamentos, mas acrescenta com o lado espiritual, em vista da melhora.

É importante lembrarmos que muitos conseguiram sair do quadro viciante, na maior parte através da fé o que não é de se estranhar visto que mencionamos sintonia e seus efeitos, através da conscientização, força de vontade e fé consegue-se atingir o objetivo da melhora e cura, tato do vício quanto do processo de obsessão.

A tarefa não é fácil, mas muito mais fácil é evitar aquele começo que parece inofensivo, ou ainda estabelecer meios de nos mantermos com o lado emocional equilibrado - equilibrando também o que nos compete: o lar, a família, bons hábitos, fé, estudo espiritual.

Tudo está nas nossas mãos, tanto a cura quanto o desvio do vício; tanto a não mergulhar no risco, quanto a dar conta de nossas obrigações; a escolha também é indubitavelmente a colheita.

Sempre é tempo, até para recomeçar; deixando de lado a culpa, o medo de seguir adiante, os vários "se" que costumamos pensar pois isso também é possível romper e o melhor meio é começando agora.

O texto elaborado é um alerta e chamado à questão, no intuito de refletirmos um pouco e seguirmos adiante, pois o estudo é vasto, tendo vários pontos que se interligam nas questões de vício, incluindo o campo da expiação e provações; para aprofundamento na questão do vício, separamos três links para estudo e observação do vício na ótica do espiritismo, boa leitura!

http://oblogdosespiritas.blogspot.com.br/2009/07/os-vicios-luz-da-doutrina-espirita.html
http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/drogas/os-vicios.html
http://licoesdosespiritos.blogspot.com.br/2012_04_01_archive.html