Avatar

quarta-feira, 10 de abril de 2013

BONS HÁBITOS



Já publicamos um post sobre Reforma Íntima (para acessar utilize os marcadores e clique na opção Reforma Íntima), e além do que o post nos traz, sem dúvida bons hábitos remete à questão.

Foi constatado que as informações da mídia televisiva voltadas a matérias policiais ou da exploração da vaidade e futilidade, do incentivo a competição, do sexo e conflitos emocionais podem levar a estados de ansiedade, medo ou frustração aos milhares de pessoas que estão sintonizadas nestes programas.

Não estamos afirmando aqui que a televisão não tenha programas saudáveis, mas há infelizmente os programas que baseiam em noticiar apenas o lado fútil.

Na visão do espiritismo, onde as energias e padrões vibratórios são estudados, se têm a idéia do quão nocivo pode ser o ato de assistir, ouvir ou falar sobre assassinatos, crimes, vulgaridades e violência.


É o caso de reavaliarmos os objetos de nossa sintonização, o que também não signfica que não possamos ler ou ver absolutamente nada sobre violência por exemplo, mas dedicar horas a esses assuntos é cientificamente comprovado e certo.

Bons hábitos incluem leituras saudáveis ao invés de dramas por exemplo.

Bons hábitos incluem passeios e caminhadas ao invés de videogames ou televisão por exemplo.

Significa tomar para sí as responsabilidades que nos cabe ao invés de esperar que o outro tome por nós alguma atitude, é fazer bom uso do corpo físico ao invés dos vícios.

Para uma reforma íntima essas atitudes são importantes, comece passo a passo, decida primeiro em adotar um ou outro hábito saudável até que consiga incorporar os demais.

Busque manter conversas saudáveis, cuidando de suas metas de objetivos, auxiliando quem o(a) procura, tentando ser justo(a) em seus pensamentos e atitudes.

Sinta-se livre para escolher e quando escolher, a atitude deve ser sempre consciente e perceba que ao adotar bons hábitos se sentirá com a energia reestabelecida.

Cultive hoje o que deseja plantar, todos nós sabemos que o descuido do corpo leva a doenças, vezes sérias e sem solução, embora o texto esteja embasado no que professa o espiritismo, qualquer um, consciente, sabe a consequência de suas escolhas.



O texto é um simples convite a reflexão, sugerindo trocar o velho pelo novo, promovendo uma colheita feliz.