Avatar

sábado, 13 de abril de 2013

A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA


Estamos vivendo um período de transformações, da tecnologia, das pessoas e também do próprio planeta.

Novas tecnologias são desenvolvidas a cada momento, antes a velocidade era outra, mas as descobertas e análises permitiram emprego em variados setores como saúde, informática, aparelhos; as pessoas também acompanharam a evolucão, os desejos, as necessidades, a busca e até o modo de pensar e agir evoluiram.

Hoje observamos que as crianças se mostram mais maduras, muito mais participativas das atividades em família, antes havia apenas o respeito e poucos questionamentos hoje os questionamentos fazem parte da realidade e servem as vezes de estímulo para novos conhecimentos. 

Assim como o planeta, que na visão do Espiritismo vem por explicar as transformações descritas no post assim como apresenta o cenário vindouro.

O planeta Terra é um lugar de provas e expiações, ou seja, aqui ainda há a necessidade de expiarmos ou passarmos por provações em busca do aprimoramento. Se pnsarmos um pouco na política, economia e outras areas veremos que é fato a necessidade de aprendermos muito ainda; se o cenário fosse outro seria ilógico falarmos sobre evolucão.
...segue...



Há planetas, sob nossa óptica, que são mais ou menos evoluidos que nós, de acordo com os avanços que já conquistaram ou que estão mais atrasados e não contam com as mesmas tecnologias que hoje fazem parte da nossa realidade.

Seguindo a Lei do Progresso, o planeta está passando pela transição de expiações e provas para o mundo de regeneração, o que acarretara mudanças nas reencarnações neste nosso planeta.

Para quem ainda não leu alguma obra comentando sobre a existência de outros planetas habitados por seres mais ou menos evoluidos que nós, aconselho que leia para poder refletir sobre a questão incluindo as explicações dadas de porque havendo vida em outros planetas porque não os vemos (habitantes, cidades, animais ou flora).

No momento presente, muitos espíritos que se encontravam nas zonas mais baixas e densas  por persistirem no mal ou por terem expiações graves (e prolongadas por várias existências, nas quais não houve nenhum aproveitamento ou reforma espiritual) a serem regeneradas, terão uma última oportunidade de se melhorarem; não havendo qualquer melhora e a insistência,  a continuidade no mal em contrário a ordem do progresso, não mais reencarnarão na Terra. Reencarnarão em planetas mais atrasados (onde poderão auxiliar no progresso destes planetas atrasados, como o caso Capela - para quem não conhece, busque mais dados no livro Os Exilados de Capela).

Isso explica o aumento da maldades no mundo, porém não aprofundarei a explanação pois o texto ficaria imenso e necessitaria incluir algumas obras, para que ficasse completa e lógica (afinal o espiritismo sempre se baseia na lógica e nos estudos científicos).

Mas, em linhas gerais, as alterações que se observam são de natureza moral, convidando o ser humano à mudança de comportamento, alteração de hábitos viciosos, do desejo de vingança ou de se "dar melhor custe o que custar"(vantagens).

Para que o planeta seja de regeneração será necessário equilibrar a energia do mesmo, num convívio 
outro, onde hajam paradigmas da justiça, do dever, ordem e amor.

Retirei o texto que segue abaixo da FEB de Mato Grosso, para complementar o post: 


Como todo momento de transição há um tumulto previsto pelo próprio Cristo, relatado por Mateus em 24:21 – “Porque haverá então grande aflição como nunca houve desde o princípio do mundo até agora nem tampouco haverá jamais”. É este momento de aflições coletivas que estamos passando, onde a iniquidade tem atingido o auge, gerando desesperança pela própria dor, e indiferença pela dor do próximo em muitas pessoas.
Todavia, é fundamental que estejamos atentos ao processo de transição, pois é um momento crucial em nossas vidas, e evitemos a desesperança e a indiferença. Jesus mesmo prediz isso em Mateus 24:12 – “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará”.
Todos nós que estamos vivendo este momento somos convidados a buscar o Reino de Deus e a Sua Justiça, como nos ensina Jesus, de modo que cada um desenvolva o amor a si mesmo e ao próximo como a si mesmo, fazendo aos outros o que gostaria que fizesse a si.
Como a Terra deixará de ser planeta de expiações e provas, onde o mal predomina, aqueles que não estiverem dispostos a praticar o Amor e o Bem serão exilados em outro planeta, pois caso continuem a viver na Terra, devido à prática contumaz do mal e a capacidade tecnológica alcançada atualmente no planeta, essas pessoas, ainda voltadas ao mal, destruiriam o próprio planeta, fato também previsto por Jesus em Mateus 24:22 – “E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos escolhidos, serão abreviados aqueles dias”.
Portanto, este momento de transição é muito importante para todos aqueles que desejam permanecer nos próximos milênios na Terra regenerada, onde não é o planeta que terá fim, e sim o mal.
A Terra, planeta de regeneração, comparada com o que ela é hoje se transformará em um verdadeiro paraíso, no qual todo avanço científico e tecnológico será utilizado exclusivamente para o Bem, fazendo com que as doenças, a miséria material e ainiqüidade desapareçam do planeta, pois a miséria moral terá fim.
É fundamental, conforme orienta Jesus, que perseveremos na prática do Amor e do Bem para que possamos continuar a viver neste planeta abençoado, conforme Mateus 24:13 – “Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo e Mateus 5:5 – bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a Terra”.