Avatar

domingo, 31 de agosto de 2014

Suicídio: :Densidade Energética Como Consequência

Amigos,vivemos um período de lamentáveis perdas pelo suicídio, principalmente de jovens, em todo o mundo. 

No Brasil, nos últimos anos, as mortes por suicídio de pessoas entre 15 e 24 anos cresceram 1.900%, é um dado alarmante e não devemos deixar de lado a parte que nos cabe, não apenas de refletirmos como de igualmente auxiliarmos quando pudermos, cada um de nós.

Pensamos muito antes de elaborar esta postagem, na melhor forma de abordar o tema, nos distanciando, claro, de qualquer julgamento.Quem pode julgar? 

Também acreditamos ser desnecessário discutirmos se é ou não um ato de coragem ou covardia, o que é relevante são as reflexões sobre as causas assim como as reflexões que temos na doutrina, no único intuito de auxiliar.

Estima-se, de acordo com o jornal Folha de São Paulo que ocorrem 24 suicídios por dia e que o número de tentativas é até 20 vezes maior que o de mortes.

Não mostraremos no post as causas em gráfico próprio, mas antes, convidamos nossos leitores a nos acompanhar em alguns pensamentos, dedicados àqueles que sofrem e buscam alguma palavra.

Sabemos que na adolescência encontramos inúmeras indagações e certas pressões inerentes a nova fase da vida; expectativas, insegurança, que somam-se a outros cenários como divórcios, bullying, baixa auto estima, doenças e na atualidade muita competição em variados campos, pouco contato humano (promovido especialmente pelas ferramentas eletrônicas), maior estímulo das mídias em enquadrar uma dita perfeição baseada apenas no consumo e por aí segue a lista.

Mas percebam que antes as taxas de suicídios eram maiores acima dos 50 anos de idade.O que aconteceu? Que foi feito dos sonhos? Daquela vontade e energia sublime dos jovens em vencer na vida, em saborear novas experiências e ver seus planos sendo construídos?

Que desilusão é esta em fase onde esperamos pelo porvir? E é este porvir que ceifam antes de conhecer, jovens saibam disso com urgência.O agora é temporário ! Todos nós temos exemplos de como a nossa vida pode mudar em um pouco espaço de tempo, de um instante sem perspectiva, para uma nova realidade, um novo paradigma.

Permitam-se refletir sobre esta temporalidade. Sejam jovens, adultos, idosos, crianças, todos nós, a temporalidade é um fato.

E vejam, dizemos isso não por ser bonito ou porque vimos em livro de autoajuda ou por causa da doutrina espírita. Não.Mas pela observação, pela vivência, afirmamos que é sempre tempo de mudarmos o que não gostamos. Tempo de lutarmos pelo que cremos. Tempo de buscar ajuda se o fardo for pesado. Tempo de respirar e ver as situações por outro ângulo.

Não é fácil e afirmamos também com conhecimento de causa. Escrevemos os posts mas também temos várias dificuldades, seja de relacionamentos, de trabalho, de indignação quando vemos injustiças que nos chegam.

Já fomos reprovados inúmeras vezes, humilhados, perdemos entes amados, queremos um país melhor, reprovamos os preconceitos e vejam, hoje temos algo para contar e as dificuldades continuam a existir e garantimos, não tem sido fácil.

Sabe aquela conversa amiga? Estamos tendo aqui e agora.Amigo,amiga, não desista!

Sobrevivemos,creiam. As dores passam. Os medos diminuem.Dê-se uma oportunidade, e, a maior que temos é esta, a qual chamamos de vida; é vivendo que mudamos,conquistamos e avançamos.

Imagine, agora, a situação ideal que faria você estar em paz com você mesmo. Existe algo verdadeiramente intransponível que o impeça de alcançar esse estado ou, neste momento, você está sem forças para alcançá-lo ? Caso haja algo que é intransponível, como uma doença sem cura ou outra situação não mutável, pense, amigo ou amiga, que a paz da alma é o que mais importa a nós seres humanos, tentemos, devagar e com calma, nos readaptar ao mundo nesta nova condição que nos apresenta. Após a morte, ninguém deixa de existir. Muitas vezes o que nos leva a querer abandonar a existência é uma dor profunda na alma, mas saibamos que a morte não destrói a alma e se a nossa alma dói enquanto estamos aqui, a morte não é remédio para esta dor lancinante que nos tira a paz. Façamos uma reflexão se podemos mudar a condição na qual estamos. Se sim, vamos aos poucos que conseguiremos chegar onde queremos. Caso contrário que possamos perceber que a nossa paz é o que mais importa e através da reflexão conseguiremos, devagar e com calma, nos readaptar a esta nova condição de aprendizado.


Sabe aquela dor que te constrange agora? Deixe-a de lado por um instante, se ajeite na cadeira, sofá ou cama onde está. Não deixe que se torne uma idéia fixa.A mente é poderosa, se podemos fixar uma idéia podemos também, com esforço, ao menos ler a postagem e refletir.

Busque auxílio se estiver doente, se o diagnóstico deixou dúvidas,procure uma segunda opinião. Se é um fato, lute. Não digas que escrever e aconselhar é fácil, nem mesmo escrever é fácil, buscamos as melhores palavras de incentivo, mas desejando que de fato incentivem. 

Não digas que é a única solução ceifar a vida, porque seguimos além desta, agora sim, falando da doutrina sim. Continuamos porque a obra não está completa ainda.

A vida é um constante burilamento a que estamos todos sujeitos. Temos todos uma programação prévia no processo reencarnatório e se optamos por desistir, carregados de fluido vital que é a carga que temos impulsionando nosso organismo como um todo, como esperar que a morte traga sossego?

Atente-se,pois não trará paz, pelo contrário, carregado de fluido vital que não se interrompe após o desencarne, o espírito segue com esta densidade energética e experiencia a atuação direta desta energia em si mesmo.

A obra que melhor narra os suicídios e suas consequências na nossa humilde opinião é o de Yvonne Pereira, na obra Memórias de um Suicida. Já leu? Não se trata de terrorismo, mas sim de consequência do uso do livre arbítrio. Causa e efeito. Se você topar com o pé numa quina vai doer, é o efeito que não podemos fugir.Há lógica na questão simplesmente, o suicídio provoca sim seus efeitos vez que a lucidez vigora além do corpo.

Observem que o tema é grave, reflitam.Bom debatermos para auxiliar ao menos um que seja. 
Pessoal, contamos com o C.V.V. - CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA, com número gratuito, disque  141 ou acesse pela internet a página e converse por chat ou  skype (http://www.cvv.org.br/) - porque não ao menos experimentar? Ou ainda órgãos que socorrem vícios, transtornos, depressões, etc. Além de grupos de suporte a pacientes com Câncer,Aids, entre outras. Vamos ao menos tentar? Já é um começo.

Permita-se este amparo,apenas isso.

Nas mediúnicas, que são as comunicações que centros e grupos espíritas mantém, observamos espíritos que optaram pelo suicídio, temos na doutrina alguns relatos, obras que nos apresentam a situação pós morte, de espíritos que cometeram suicídio. 

Se nos perguntarem se há socorro, adiantamos que sim, mas a questão envolve também a densidade energética do fluido vital. Na obra de Kardec, O Céu e o Inferno há relatos de alguns casos, assim como em obras de Chico Xavier e outros médiuns que psicografaram suicidas.

E o que nos dizem estes irmãos desencarnados? Que se pudessem, voltariam no tempo, teriam persistido, não teriam abandonado nem a si nem a familiares e amigos.

Topando com o pé numa quina há hospitais prontos a nos atender, mas em casos mais graves não há as cirurgias em nosso plano? complicações não podem ocorrer? Não vemos casos que exigem amputações ou paralisam os movimentos por completo? 

Questão de lógica amigos que o suicídio também tenha suas complicações. Deus continua existindo,amando e zelando por todos.Mas inevitáveis são as consequências.

Sabemos que alguns leitores podem ter tido na família a experiência de suicídio de entes queridos, não somos levianos em desejar um desequilíbrio a ninguém que nos lê, nestes casos as preces em favor do desencarnado auxiliam igualmente,assim como a providência divina, só não podemos sofismar, pois a escolha desesperada é de fato grave.

A reencarnação acontece aos suicidas como a todos independente do gênero do desencarne, nos suicídios as reencarnações são avaliadas individualmente, e repetem na maioria das vezes a lição que desistida foi anteriormente quando oportuno for. Quando não, reencarnam com doenças sérias(consequência natural do fato anteriormente cometido e que mexe de forma profunda com o corpo espiritual que trás as sequelas para a nova vida) cometido tudo de acordo com a avaliação de cada caso e problemas na razão de como se encontra o perispírito após o dano sofrido.


Assim amigos não se trata de assunto a ser ignorado, importa que pensemos nas nossas reais necessidades, sabemos que o que nos acomete é fruto de programação muitas vezes e outras de acaso da vida mas que devemos e podemos, com auxílio, enfrentar.

Não se sinta sozinho, ninguém está sozinho.Mesmo quando faltam amigos e familiares presentes, creiam que temos amigos e familiares em outros planos, amizades de outras jornadas, vínculos que não se desfazem e que com toda certeza desejam que continue. Lhe prestarão apoio, a escolha por ser livre arbítrio é individual,mas há fatalmente toda uma torcida invisível por cada um de nós. Se quiser provas desta imortalidade que falamos, pesquise no blog mesmo - estão embasadas em estudos doutrinários e científicos.

Há blogs e sites que abordam igualmente estas pesquisas científicas, reflita, se conscientize e confie. No mais amigos, acrescentamos nosso desejo.

Queremos que venças também, que deixes as tristezas e pesos, incompreensões, dores,medos,vergonha em segundo plano e mergulhe em si, recorda dos familiares, recorda que nem sempre tudo foi tristeza, que nada é em vão.

Lute para um dia poder mostrar sua história, deixamos exemplos por onde passamos, alguém irá ver teus esforços, teus empenhos e tua verdade, teu íntimo.

Não são todos que vêem, mas veja você uma outra opção e opte pela vida.
Escrevemos desejando sinceramente que Deus acalme tuas dores e pesares, numa prece que lhe traga a paz que buscas, a força que vacila.

Viva sem pressa e sem pressão, se sinta carregado no colo, invadido por uma luz quente e deixe-se envolver nesta luz, converse com Deus neste instante, entrega a Ele teus anseios todos.

Jesus nos recorda: que pai não dá ao filho o que este lhe pede? Mesmo sendo imperfeito? Quanto mais Deus em sua misericórdia, não haveria de nos escutar?

É amigo, chegaste até aqui. Deus deu-nos a vida, as oportunidades, lições...mas não nos abandonou a própria sorte; porque lhe negaria Ele todo o apoio que necessitas?

Vejam pessoas que passaram por tantas pontes quase que demolidas e ainda desacreditadas por outros, as vezes até desenganadas pelos médicos. Quantas não conseguiram se reerguer?

Quantas não passaram pelas pontes da vida? Segue, conte sua história, dê oportunidade a si, deixe-se guiar por Deus, ainda que não creias, Ele está contigo.

Lembre-se do C.V.V., torcemos juntos por você e por todos os que sofrem; não são fáceis as pontes corroídas da vida, mas estamos insistentemente atravessando, passo a passo, juntos. Não somos um, somos muitos!

Deixamos aos amigos outro post sobre o tema, publicado no blog há um ano e vídeo abaixo.

POST :http://luzesdobem.blogspot.com.br/2013/05/o-suicidio-e-suas-consequencias.html



Concluímos que uma mensagem mediúnica muito pertinente ao assunto que ora tratamos:


***



"Estamos na condição de irmãos, ainda que não haja laços visíveis entre nós.
A irmandade que nos une está acima das crenças, das opiniões que cada um carrega ou do grau evolutivo que se estagia. 

Somos irmãos porque compartilhamos para o mesmo burilamento, nossos objetivos são comuns e se multiplicam quando unidos. Toda vida importa e ninguém está só, mas, quando cegos seguimos, não as reparamos e questionamos muitas vezes: Onde estas Senhor que não lhe vejo?

Amados, todas as potências conhecidas da terra são obras de Deus, 
a própria consciência que segue rumo ao progresso é obra divina.

Deus está em toda parte, em todas as obras que nos cercam.Não são invisíveis, assim como nenhum está só.  Estamos todos amparados pelo amor de Deus e suas obras, aguardem o tempo que é senhor das explicações e mudanças.

O que hoje se revela peso,medo ou dor não foge do olhar de nosso pai.
Segue e confia naquele que te chamou à vida e que deu vida a tudo que tocou.
Creia que assim como ergue Ele o Sol, as noites e os dias, lhe erguerá igualmente nas tuas dificuldades."

Amaro

Mensagem recebida em 30/08/2014