Avatar

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Entrevistamos: Dr.Ribamar Tourinho


 Leitores, em continuação a série de entrevistas, nosso entrevistado, Dr.Ribamar Tourinho é sem dúvida um exemplo de humanidade.

Nos mostra como nossa consciência opera desde os primeiros anos de vida, através de seu trabalho seja junto a recém-nascidos ou em terapias.

Disponibilizamos ao final um vídeo para que vejam o que muito nos chamou a atenção,em sua atuação com recém-nascidos e que permite franca reflexão.

Deixamos a ele nossos sinceros agradecimentos pela entrevista, gentilmente concedida através de e-mail.



ESPECIALIDADES:
  • Formado pela Faculdade de Ciências Médicas de Pernambuco;
  • Formação em Programação Neurolingüística pelo Instituto de Ciências Neurolingüísticas de São Paulo-SP;
  • Formação em Terapias de Vivências Passadas (T.V.P.), pelo Instituto Nacional de Terapias de Vivências Passadas (I.N.T.V.P.), São Paulo-SP;
  • Formação em REIKI USUI SHIKI RYOHO;
  • Sócio da Associação Brasileira de Psicologia Transpessoal, Belo Horizonte – MG;
  • Curso Avançado de Mandala com Dr. Léo Matos, PhD 1998;
  • Curso de Especialização em Psicologia e Psicoterapia Transpessoal com Dr. Léo Matos – PhD;
  • Desenvolve Pesquisa Científica sobre o relacionamento e sensibilidade dos Recém – Nascidos no berçário da Maternidade Evangelina Rosa, Teresina-PI.
Médico e Psicoterapeuta, Dr. Ribamar Tourinho é referência nacional na área do Reequilíbrio do Emocional com técnicas da Psicologia Transpessoal e PNL. 



Tourinho contabiliza mais de dez mil sessões e inúmeras palestras, seminários e aulas por todo o país, América Latina, França e Portugal sobre sua especialidade. É autor de livros, dvds, cds e artigos sobre o tema; célebre pelas Oficinas VIDA IDEAL, que acontecem no ESPAÇO V.I.D.A. que tem por objetivo despertar o poder de superação do Ser em experiências adversas.


ENTREVISTA com Dr. RIBAMAR TOURINHO
  Dr. Ribamar, o senhor tem larga experiência em Terapias de Vivências Passadas (T.V.P.), qual o papel fundamental da chamada T.V.P. na sua opinião? Como define a T.V.P.?
A Terapia Regressiva de Vivências Transpessoal é um recurso terapêutico na linha das terapias de orientação transpessoal que tem como metodologia de trabalho a regressão de memória consciente, aplicada exclusivamente para fins psicoterápico, ou seja, para remover as causas dos sintomas patológicos, atenuar ou modificar padrões perturbados de comportamentos e promover o crescimento e desenvolvimento positivo da personalidade do assistido, no sentido holístico.

 Para quem não conhece, como define a Psicoterapia TRANSPESSOAL?

É uma tecnologia moderna, progressista, que estuda e trata o homem em sua totalidade sendo basicamente intercultural e, assim, dedica-se à compreensão de outras culturas de todos os tempos com suas várias abordagens (psicológicas, religiosas, médicas, etc…) em relação à vida
 Quais os benefícios? Como a TVT é multicultural e multidisciplinar, como o Kardecismo, ela tecnicamente pode alcançar e solucionar todas as nossas pendências de vidas passadas que é a causa de todos os nossos males e doenças.

Qual sua visão sobre o Espiritismo? Acredita haver, por sua experiência a possibilidade dos relatos de vidas passadas ser apenas construções mentais, como alguns afirmam?
O espiritismo, que eu prefiro denominar Kardecismo por nos dar uma conotação não só filosófica mais igualmente científica o qual é excluída na prática pelo espiritismo atuante, nos ensina cada fez mais, com fundamentos científicos, a comunicação entre os mundos espirituais ou paralelos e a consciência da imortalidade e eternidade do ser muito bem elaborado por Kardec nas suas cinco obras que sustenta os fundamentos do Espiritismo. Nós vivemos em um mundo de possibilidades, portanto existe a possibilidade do relato ou vivência de vidas passadas ser uma construção criativa da mente humana, mas mesmo assim, você, eu ou o paciente não tira de onde não tem, e mesmo essa invenção é na essência a sua verdade que não está em outra pessoa senão nela própria e influenciando e agindo como tal, causando suas dores e tormentos. É vivenciando essas percepções visuais, auditivas, olfativas, gustativas ou sinestésicas que o assistido se liberta e se cura do seu mal. Dr. Júlio Peres que faz pesquisa científica na área da TVP, comprovou com pacientes em terapia regressiva, monitorado por ressonância magnética, que a região do cérebro mais ativada durante o estado hipnótico, era a região da memória; assim fica provado que o investigado não estava criando, mas lembrando desse relato ou vivência de vidas passadas.

 O Sr. faz um brilhante trabalho com recém nascidos. Como surgiu a ideia deste trabalho? Os recém nascidos sempre respondem as perguntas ou há casos mais difíceis ou infrutíferos?
Tudo começou porque os adultos, que vinham até nós para resolverem seus medos e tormentos, encontravam muitas de suas causas na vida intrauterina e no momento do nascimento, mesmo sem nem um conhecimento a respeito desses fatos. E quando questionavam com sua mãe e pai sobre essas vivências, seus pais as confirmavam como verdadeiras. Como trabalhei por 35 anos como neonatologista na Maternidade Dona Evangelina Rosa, passei, com toda a convicção, a conversar com os RN’S e a pedir aos mesmos que me respondessem, se tivessem me ouvindo e me entendendo que movimentasse seu braço direito, por exemplo; e 85% respondiam positivamente, provando que os bebês sabem de tudo o que acontece ao seu redor e imprimindo em sua memória positiva ou negativamente. A dificuldade em obter as respostas acontecia com os RN’S nas primeiras 24h, provavelmente por estarem sob o efeito da ocitocina, hormônio que ajuda na contração uterina e que causa torpor tanto na mãe quanto no RN após o parto, ou quando eu estava cansado e não convictamente envolvido ao fazê-los as perguntas. 


O Sr. tem conhecimento do uso desta técnica de conversar com recém nascidos em outras localidades?  
Com tanta clareza e evidências não.

Como médico o senhor sofreu ou sofre ainda algum preconceito por seu trabalho? Poderia comentar a respeito?
Como é uma pesquisa inédita e como tudo que é novo sofre desconfianças até mesmo por aqueles que nos conheciam mais de perto, sim, mas paguei para ver. Com o passar do tempo e os resultados altamente positivos e rápidos, passei a ser reconhecido pelos nossos pacientes e colegas, que hoje nos encaminham os casos mais desafiadores.

O Sr. realiza cursos, oficinas e palestras? Qual temática em sua opinião é a mais procurada e qual seria a causa?
Os temas principais são depressão e medos com causas em vivências passadas incluindo vidas pretéritas, vida intrauterina, nascimento, infância, etc.

Como observa o papel da medicina como uma ciência que nos dias de hoje aceita a espiritualidade como meio de auxílio aos pacientes?
Aplausos a medicina que pelo menos no Brasil, está na frente da Psicologia que ainda permanece preconceituosa com os mundos paralelos, pluralidade das existências e o intercâmbio entre esses mundos. A medicina já encampou a acupuntura que visa desobstruir canais invisíveis do corpo emocional, uso de ressonância magnética para provar que o paciente, em regressão de memória, ativa o centro da memória e não o da criatividade. É um bom começo, embora tarde pela nossa timidez em falar mais sobre o Kardecismo.

Em relação aos bebês, o que o senhor diria aos pais que aguardam a chegada de uma criança? A fase intrauterina tem qual importância no desenvolvimento do ser humano?
Os pais e adultos tem muito que contribuir com a transformação moral, intelectual e espiritual de nosso filhos-irmãos, recém chegados a terceira dimensão, aproveitando o que o evangelho chama de “o véu do esquecimento” que age no jovem desde a vida intrauterina até os 12 anos aproximadamente, intervalo esse que nós pais e adultos podemos reprogramar nossas crianças positivamente a luz do evangelho e da sabedoria universal, com frases e atitudes positivas de incentivo a superação dos desafios, que a encarnação nos impõem. Nós os recebemos na maternidade, dizendo que sejam bem vindos a este planeta e que sua missão seja de paz. Que deixemos falar os nossos corações com amor! Usemos o véu do esquecimento para livrar nossos filhos de repetir os erros do passado.

No site Espaço V.I.D.A. Dr. Ribamar Tourinho há uma oficina voltada a pessoas que enfrentam dificuldades, seja com seus filhos na escola, no trabalho, no lar ou na vida afetiva. Como são resumidamente essas oficinas?

A oficina VIDA IDEAL visa mostrar ao ser humano a sua capacidade latente de se superar diante de situações adversas, só teremos uma vida ideal quando nos tornarmos nossos próprios líderes, terapeutas e mestres de nós mesmos.

Na opinião do senhor o autoconhecimento é uma questão de saúde também? Por que?
 Autoconhecimento é tudo de bom e solucionável, inclusive é um conselho muito antigo dos gregos o “conhece a ti mesmo”, muito antes de Cristo. O porquê de sua eficiência é alcançar a causa de suas limitações e doenças, que é única em cada ser humano, e só as estratégias do autoconhecimento, diga-se terapia regressiva, pode fazê-lo. E o local ideal para isso é a terceira dimensão onde estamos encarnados agora. Aproveite a oportunidade e valorize esta vida para se tornar mais iluminado...

Em suas palavras, ainda divulgadas em seu site, há a seguinte informação: “se existe um efeito tem que haver uma causa.”
Na medicina atual, trata-se o efeito, ou seja, busca-se a doença. Na terapia da regressão, busca-se a causa para que seja eficientemente combatida, causando efeitos positivos. Assim sendo, o senhor acredita que as causas podem ser atemporais, ou seja, de outras vidas e se sim, isso ocorre na maioria dos casos analisados pelo senhor?
Pelo menos na terceira dimensão, que é o mundo em que vivemos, todo efeito tem que ter uma causa e é vivenciando a causa (traumática), que permanece congelada na mente (espírito) da pessoa por tempo indeterminado, é que se elimina o efeito indesejado, confirmando o que Jesus orientou: “Conheça a verdade e a verdade vos libertará”; “Nada de oculto ficará oculto para sempre” e “Confessai uns aos outros para que sareis”. A causa de uma ou mais queixas do assistido pode está também na vida atual como na vida intrauterina, no momento do nascimento, infância, adolescência e na vida adulta, e que se trata com a mesma técnica, a TVT – Terapia de Vivências Transpessoal, que é uma técnica aperfeiçoada por nós. Nós, humanos, estamos experimentando a separação do “Joio e do Trigo” que Jesus nos informou que viria nos finais da era da nossa civilização, e essa separação somos nós que temos que fazer se quisermos ascender para a iluminação, que tanto buscamos, pois temos que prestar conta até do último centíl. E a terapia regressiva é o mais poderoso e eficiente instrumento de limpeza pessoal do nosso corpo astral ou emocional (períspirito) que temos na atualidade. Faz-se maravilhas, “milagres” com essa tecnologia de ponta!

Costumo dizer: A Terapia de Vivência Transpessoal economiza reencarnação, pois me facilita resolver várias pendências de inúmeras vidas passadas, tanto como vítima e também como algoz, nessa minha vida atual.
Lamento que muitos centros espíritas combatam essa tecnologia moderna de auto cura, prestando um grande desserviço a humanidade.

O senhor já teve contato com algum paciente que experimentou a chamada EQM – experiência de quase morte? Qual sua opinião a respeito das chamadas EQM?
 Não!

Poderia deixar uma mensagem aos leitores do Blog Luzes e do site Almateca?
Quero parabenizar esta brava equipe de parceiros pela brilhante ideia de criar estes canais de comunicação e esclarecimento sobre a CIÊNCIA Espírita. Aos milhares de leitores, peço que sejam multiplicadores desta obra maravilhosa e sem preconceito. O conhecimento é que nos cura e nos uni a Deus. Estamos no momento da separação do joio do trigo, isto é, nos despindo de nossas “capas”, das “personas”, das experiências inacabadas do passado. Que falem também os leitores, dos altos dos telhados, que coloquem sua luz e sabedoria, sobre o mirante, que usem a rede eletrônica para distribuir esses saborosos frutos a humanidade. Pense nisso, pense agora! AVANTE!!!