Avatar

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Reflexão: O Lado Desumano


Hoje refleti sobre algumas atitudes humanas, que mais se assemelham a atitudes desumanas e infelizmente podemos vê-las em um número cada vez maior, seja na sociedade ou na própria família.

Interessante que isso demonstra bem a necessidade de nos mantermos sadios em meio a todas essas turbulências, que invariavelmente nos atingem, perturbando nossa paz interior, pensamentos e por vezes a fé.

Tem uma frase que gosto: "tem pessoas que semeiam chuva e reclamam quando colhem tempestades"  ... e ainda aguardam por dias ensolarados.

Sabemos que a Terra é um mundo de provas e expiações, que a felicidade verdadeira não é ainda passível de ser vivenciada entre nós..mas penso que essa felicidade pode ser, e deve ser, a mais ampla possível já que aqui estamos - por que não? Por que não viver de forma harmônica, equilibrada, sensata e portanto feliz?

Creio que a visão da felicidade é deturpada muitas vezes, não estará no entanto nunca em ferir o outro ou a si mesmo, em desejar o mal, em semear discórdia, em persistir e se demorar em fazer valer nossos pontos de vista - tão nocivo que não atinge apenas ao outro, na realidade, atinge muito mais àquele que se detêm nos vícios de comportamento, esquecendo-se que o próximo é humano, filho do mesmo Deus, e se tem falhas, nós também as temos.

Que nós saibamos fazer dessa jornada uma experiência feliz, tranquila, sem ilusões desnecessárias; a verdade não é essa, o plano divino não está no sofrimento,mas nas lições, tomemos isso como alicerce perante os desafios, problemas, doenças ou tempos difíceis.

Se todos soubessem que existe a continuidade, que a reencarnação é um fato, provavelmente tomariam maior cuidado com os atos, os pensamentos e escolhas. Não podemos mais ver nossa experiência terrena como obra do acaso, como uma consequência natural sem objetivos maiores e elevados, sem consequências pautadas em nossas próprias obras. Não podemos mais crer que há um céu ou inferno eterno, que desconsidere a justiça e as oportunidades de aprendizado contínuo.

Façamos nossa boa parte, sejamos nós o bem que tanto desejamos. Sim, depende de nós também.
O mundo aos poucos se transforma, pessoas a todo instante se transformam, situações mudam, posições são trocadas e no fim, guardemos, a justiça divina se faz - afinal reencarnamos para esse fim, para nos melhorarmos e crescermos.

Paz a todos! E que essa floresça em nós.