Avatar

sábado, 13 de julho de 2013

"As Vidas Sucessivas" de Albert de Rochas, revela suas Pesquisas Científicas sobre Reencarnação

"As Vidas Sucessivas" de Albert de Rochas, revela suas Pesquisas Científicas sobre Reencarnação
O livro "As Vidas Sucessivas" é um marco na história das pesquisas psíquicas.

Foi a partir dos estudos de Albert de Rochas que a reencarnação passou a ser considerada lei natural, cientificamente demonstrável através da regressão da memória.


Suas pesquisas aconteceram entre 1903 a 1910, levantando não apenas a questão de vivências passadas como também sobre pontos hipnógenos no corpo físico, projeção do corpo astral, ideoplastia do perispírito, progressão de memória ou vidas futuras, entre outros.



Albert de Rochas em 1836 obteve o prêmio de honra de matemáticas especiais e, no ano seguinte, foi recebido na Escola Politécnica de Paris. Em 1861 entrou para o exército na qualidade de tenente de engenheiros; promovido a capitão por merecimento em 1864, tomou parte na guerra de 1870-71, e foi nomeado comandante de batalhão em 1880. A fim de entregar-se com maior liberdade aos trabalhos científicos a que era afeiçoado, deixou prematuramente em 1889 o serviço militar ativo, e entrou para a Escola Politécnica na qualidade de diretor civil, passando para a reserva com o posto de tenente-coronel.

Os trabalhos militares e científicos do coronel de Rochas são consideráveis; conhecendo a fundo tudo que havia sido escrito sobre as ciências psíquicas, experimentador consumado, contribuiu em larga escala para fazer a classificação do magnetismo entre as ciências puramente físicas. Estudou a polaridade, contribuiu para a classificação atual das fases do sonambulismo, observou metodicamente os fenômenos espíritas, pesquisou a exteriorização da sensibilidade e mostrou o mecanismo do desdobramento físico.

Membro de várias sociedades sábias, oficial da Legião de Honra, da Instrução Pública, de São Salvador (Grécia), e das Ordens da São Maurício e São Lázaro (Itália); comendador das ordens de Sant'Ana (Rússia), do Mérito Militar (Espanha), de Medjidie (Turquia), de Nicham (Túnis), do Dragão Verde (Anam), o coronel de Rochas foi um dos sábios a quem o Espiritismo e o magnetismo contemporâneo mais devem.


De Rochas era um adepto convicto do pensamento que expressava o anseio de que o homem poderia e deveria, pelo estudo e as investigações científicas, aproximar-se de Deus e confiar na vida futura, substituindo assim a sua fé vacilante por uma crença sólida e raciocinada. E foi alimentado por esse sonho que viveu e deu o melhor de suas forças para a glória da verdade.
Albert de Rochas desencarnou em Versailles, no dia 2 de setembro de 1914.


Para leitura e download basta clicar no link abaixo. Boa leitura!
http://pt.scribd.com/doc/33442772/As-Vidas-Sucessivas-Albert-de-Rochas