Avatar

domingo, 14 de abril de 2013

SALAS DE REUNIÃO DOS CENTROS ESPIRITAS



Achei muito interessante esta explicação esquematizada sobre como são preparadas as salas de reunião pelo plano superior, pela simplicidade e capacidade de demonstração, por isso compartilho com vocês. Boa leitura!

Desde o primeiro momento em que numa pessoa se manifesta os sinais iniciais da vontade de conviver com as ações do bem comum e indistinto, ao mesmo tempo que empenhando esforços para tal realizar, passa a mesma a ser observada mais de perto por Núcleos Diretores situados nos planos Espirituais mais elevados.
A figura 63A simboliza esses Centros Diretores que, de suas elevadas paragens, acompanham o desenrolar da vida na Terra. Em especial a vida daqueles que se empenham pela harmonia coletiva. Fazendo-o tanto individualmente como em agrupamentos espiritualistas, todos são acompanhados por Aferidores.
O trabalho das entidades aferidoras é o de conferir o nível de sinceridade que os encarnados de tais agrupamentos dedicam aos objetivos.
Esses aferidores, ou Mentores, partem de suas colônias, às vezes situadas em posições bem distantes, para trazer ao Núcleo situado na face da Terra as inspirações de sublimes ideais, fundamentando ânimo ao “pessoal da casa” física.
E o fazem com inigualável dedicação, nem sempre compreendida e respeitada pelos encarnados que, sintonizados mais com os afazeres da vida comum do que ao desenrolar da reunião, comportam-se apressados a dar início e a termina-la. Um grave desrespeito para com aqueles amigos invisíveis a quem tanto pedimos e de quem tanto recebemos.
São eles, dessa operosa equipe invisível que, verdadeiramente e por antecipação, preparam o local da reunião, bem como durante esta tomam todas as providências para que não faltem recursos socorristas ao bom andamento das mesmas. Fonte:

Bibliografia para o tópico O Local da Reunião:
André Luiz/Francisco C. Xavier – Nosso Lar - Federação Espírita Brasileira.
André Luiz/Francisco C. Xavier – Os Mensageiros – pág. 224 – Federação Espírita Brasileira
Irmão Jacob/Francisco C. Xavier – Voltei – cap. 11 – pág. 105 a 113 – Federação Espírita Brasileira.
- - - o 0 o - - -
AS PROVIDÊNCIAS
Quase sempre após uma reunião o ambiente fica impregnado de emanações mentais negativas, provenientes dos que ao recinto compareceram. Principalmente oriundas dos encarnados.
Por causa disso, e como a figura 63B demonstra, equipes especializadas cuidarão da limpeza magnética, fazendo o equilíbrio vibratório retornar à sala.
Quadro A - Usando de comandos mentais regeneradores, desintegram as nuvens de larvas, ou miasmas, que os visitantes, na última reunião, deixaram no ambiente. Essas larvas são produtos das formas mentais que os descuidados, os mal intencionados e os interesseiros visitantes criaram durante o tempo da reunião finda.
Quadro B - Após as providências de higienização a sala volta a ter aspecto radiante, com muitas e benéficas energias circulando em seu interior.

Bibliografia para o tópico As Providências:
André Luiz/Francisco C. Xavier – Nos Domínios da Mediunidade – págs. 26 e 260 - Federação Espírita Brasileira
André Luiz/Francisco C. Xavier – Os Mensageiros – pág. 225 – Federação Espírita Brasileira
Emmanuel/Francisco C. Xavier – Roteiro – capítulos 25 e 28 - Federação Espírita Brasileira
Miramez/João Nunes Maia – Horizontes da Mente – cap. Emissão do Pensamento – Editora Espírita Cristã Fonte Viva.
Hernani Guimarães Andrade – Psi Quântico – cap. 13 – Editora Pensamento.
Hermínio Correa de Miranda – Diálogo com as Sombras – cap. 39 - Federação Espírita Brasileira
- - - o 0 o - - -
FAIXAS MAGNÉTICAS
Tão logo termina a higienização energética do ambiente, a equipe de operosos trabalhadores do espaço, inicia a colocação, ou formação, de faixas magnéticas. (Figura 63C).
Essas faixas são utilizadas para separar os desencarnados, uns dos outros, que estarão presentes à reunião, isolando-os de conformidade com cada caso que apresentem.
Na figura representamos as divisórias magnéticas. Essa providência é mais uma demonstração de ordem e organização, exemplo a inspirar todo trabalho espiritualista que pretenda ser sério.
Bibliografia para o tópico Faixas Magnéticas:
André Luiz/Francisco C. Xavier – Nos Domínios da Mediunidade – pág. 148 – Federação E. Brasileira
André Luiz/Francisco C. Xavier – Os Mensageiros – págs. 208 e 225 – Federação Esp. Brasileira.
Irmão Jacob/Francisco C. Xavier – Voltei – págs. 20 e 21 – Federação Espírita Brasileira.
Elza Baker – Cartas de um Morto Vivo – pág. 140 – Livraria Allan Kardec Editora.
- - - o 0 o - - -
APARELHOS ESPECIAIS
Depois das arrumações acima descritas a equipe espiritual providenciará a instalação de aparelhamento adequado ao trabalho programado para a próxima reunião. (Figura 63D).
Tudo de conformidade com a especialização de cada médium participante. Esta a razão pela qual cada um dos integrantes da equipe de trabalhadores encarnados deve ter seu lugar definido, bem como sua função. Outro cuidado deve ser o de evitar ao máximo não faltar, pois os diretores espirituais programarão a reunião contando com a presença dos encarnados que têm se mostrado dispostos com a metodologia e organização do grupo.
Próximo ao lugar de cada um, bem antes do início da reunião, já estarão instalados, se necessário for, aparelhos que serão usados durante o transcurso daquela.
Deduzimos, portanto, que numa reunião assistencial não há lugar para improvisações, correrias e atropelos de última hora. Tudo deve ser previamente planejado e preparado.
Bibliografia para o tópico Aparelhos Especiais:
André Luiz/Francisco C. Xavier – Nos Domínios da Mediunidade – ...
págs. 21 e 28 – Psicoscópio
págs. 55, 65 e 67 – Espelho/Condens. ectoplámico
págs. 148 e 149 – funil de comunicação
pág. 154 – espelho fluídico – Federação Espírita Brasileira
Hermínio Correa de Miranda – Diálogo com as Sombras – Federação Espírita Brasileira.
- - - o 0 o - - -
Após todas as providências que acima descrevemos, o local da reunião estará devidamente preparado para o fim a que se destina. Os Amigos espirituais deixaram o ambiente em condições impecáveis.
Limpeza fluídica, magnetização de faixas protetoras, estas inclusive ao redor da edificação, e instalação de aparelhamento. Tudo visando o bom funcionamento e a segurança de todos que ali comparecerão. Depois disso o local poderá começar a receber os trabalhadores encarnados e os visitantes.
Essa visão ficará para a próxima apostila.

Apostila escrita por
LUIZ ANTONIO BRASIL