Avatar

domingo, 14 de abril de 2013

DR. BRIAN WEISS - PSIQUIATRIA E A REENCARNAÇÃO


Dr. Brian Weiss teve uma experiência na prática de teorias que sequer tinha, sobre reencarnação.

Considerava-se até então pragmático, seguidor da medicina tradicional.

Ao realizar como forma de tratamento a hipnose em uma paciente, tinha a idéia de conduzi-la a idade de 04 anos, idade que os conflitos dela se iniciaram.

Surpreendeu-se porém como a regressão conduzida por ele mesmo; a paciente regressou a 4 mil anos no tempo, revelando em detalhes situações e local. Descreveu que havia se afogado e após os relatos e sessões seus sintomas passaram a melhorar. De acordo com o psiquiatra isso recaiu sobre ele como um assombro, sem explicação que pudesse lhe auxiliar neste fato novo.

Sua primeira reação foi de não acreditar, porém os fatos aplicados em outras sessões de hipnose também chegaram a um mesmo resultado; pacientes podiam sim regressar não apenas em algum momento do passado da presente existência, como também acessar outras experiências já vividas.

Assim a hipnose ou regressão lhe permitiu entender que havia sim a reencarnação, pois se é possível acessa-las, logo a reencarnação existe.

Continuou seus estudos e compreendeu que a alma ou espírito é um ser intemporal.

Mas afinal, quem é Brian Weiss?


Weiss é médico diplomado pela Universidade de Yale, com especialização em Psiquiatria na Universidade de Columbia. Foi professor de Medicina em várias faculdades americanas e publicou mais de quarenta ensaios científicos nas áreas de psicofarmacologia, química cerebral, distúrbios do sono, depressão, ansiedade, distúrbios causados pelo abuso de drogas e mal de Alzheimer.
Diretor emérito do Departamento de Psiquiatria do Mount Sinai Hospital, em Miami, Dr. Weiss viaja constantemente para promover palestras e workshops sobre seu trabalho. Contribui para diversas publicações acadêmicas, jornais e revistas, como The Boston GlobeThe Miami HeraldThe Chicago TribuneThe Philadelphia Inquirer, entre outros.
Além disso, ele é diretor de uma clínica particular em Miami que conta com psicólogos e assistentes sociais altamente capacitados e treinados para aplicar a Terapia de Vidas Passadas (TVP).
Dr. Weiss foi responsável pela popularização da TVP, embora ela já fosse utilizada por alguns psicanalistas na tentativa de curar pacientes com problemas psicológicos mais graves. A publicação do livro Muitas Vidas, Muitos Mestres foi decisiva para este processo.
Conclui que todas as religiões vão dar ao mesmo sítio - Amor, Compaixão, Não Violência… ou seja, aos níveis mais avançados da espiritualidade. 

Aliás, isto não é um plano meramente esóterico. A própria ciência está a 


chegar a conclusões que crenças ancestrais dizem há milhares de anos. Com 

frequência, os monges budistas são convidados especiais em seminários de 

Física Quântica e eventos dos ramos avançados da ciência. E as suas 

mensagens de Compaixão podem ser lidas tanto na perspectiva Budista como à 

luz da espiritualidade sufi ou no credo cristão… É indiferente!

Para maior explanação, segue trecho retirado de entrevista dada pelo médico 

publicada no Forum Espirita:

-Quando reencarnamos vamos para sempre ao mesmo sítio de onde viemos 

anteriormente? 

Dr. Weiss: Não necessariamente. Depende das lições que necessitamos de aprender. Trata-se de aprender o Amor, a Compaixão, a Paciência, a Caridade e outros valores espirituais e, para tal, tanto podemos ressurgir na China como na América, ser ricos ou pobres. Uma mulher é uma alma feminina grande parte das vezes, mas pode também reencarnar como Homem para saber o que é essa realidade. 


Pode-se reencarnar repetidamente aqui em Portugal ou Espanha, mas por 

vezes essa alma pode escolher uma materialização em África, porque lá 

necessita de aprender uma lição. 

- Depois de tantos best-sellers em todo o mundo o que se segue agora na sua carreira? 

Dr. Weiss: Agora sinto necessidade de partilhar experiências. 
Depois de tempos de pesquisa, da edição dos livros, sinto que devo expandir esses conhecimentos e estar mais próximo das pessoas.

Acredito que agora é importante viajar; partilhar experiências com as pessoas. 

É a isso que estou agora a dedicar-me. 

- O dr. Weiss acredita em Projeciologia? Como define e como usar a nosso favor? 

Dr. Weiss: Trata-se de uma projecção da consciência para fora do corpo. 

Nos Estados Unidos e provavelmente noutros sítios, os cientistas estão a 

pesquisar um fenómeno chamado “non local consciousness”, ou seja um 

processo de consciência não limitado ao cérebro ou ao corpo que, mesmo 

assim, nos permite estar “a par” de acontecimentos distantes. 

Não creio que a alma tenha necessariamente que sair do corpo. Há pessoas 

que acreditam nisso. Em penso que é apenas uma expansão da consciência 

através de canais energéticos. 

Os Governos russo e americano estão a realizar experiências com pessoas com 

ditos poderes psíquicos que, mesmo sem conhecimentos prévios, conseguem 

descrever e localizar bases militares no outro lado do mundo. As descrições são 

confirmadas por satélites. 

É verdade que as pessoas conseguem ver à distância, ter projecções e , 

também, receber informações, como por exemplo de alguém que morre. Isto 

está sempre a acontecer, e a ciência está a interessar-se por estes “mistérios 

da consciência”. 
 

 - Quais os eventuais perigos de fazer uma regressão com alguém menos 

preparado para o fazer? 

Dr. Weiss: As pessoas já têm os sintomas e a regressão é a descoberta das 

causas. Portanto, não se criam sintomas. Mas se a pessoa que está a orientar 

não tem muita prática, o perigo é fazer com que a pessoa acelere o ritmo 

próprio do paciente. O bom terapeuta vai à "velocidade" do paciente e não 

tenta acelerar. Se o fizer, os efeitos talvez fiquem abaixo das expectativas. 

 

- A regressão individual poderá ter algum tipo de contra indicação? Será que 

não podemos ter acesso a uma informação para qual ainda não estamos 

preparados para resolver? 

Dr. Weiss: As informações que recebemos vão ser sempre uma ajuda para 

superar. Aliás, percebe-se quando as pessoas estão ou não prontas. O que lhes 

é dado a ver é que o as pessoas estão preparadas a ver. Isto é como nas 

terapias tradicionais: deixar ir o paciente ao seu ritmo, respeitar o seu timing; 
senão, o máximo que acontece é não haver resultados ou efeitos. 
 

 - Qual a lição mais importante que aprendeu, ou que está a aprender, com 

esta sua vida? 

Dr. Weiss: O mais importante não é ter conhecido a reencarnação, mas sim 

saber que continuamos; que o nosso corpo morre e nós não; saber que não 

morremos porque nunca nascemos. Entramos e saímos dos corpos. 

Nota: quem desejar ler mais sobre a psiquiatria, verifique post publicado 

Psquiatria e os espiritismo no blog.