Avatar

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Desencarna Waldo Vieira,psicógrafo, criador da Conscienciologia



Boa tarde amigos. 

Prestamos nossa homenagem a Waldo Vieira, que desencarnou na noite de ontem, dia 02 de julho em Foz do Iguaçu, Paraná.

Waldo Vieira em parceria com Chico Xavier psicografou várias obras, como as de André Luiz, produzidas de 1950 a 1960.

A pedido dele não haverá velório ou cortejo.

Após ter psicografado e participado de trabalhos ao lado de Chico Xavier, Waldo Vieira criou a chamada Conscienciologia, era médico e professor, deixou 40 obras, sendo uma delas a Enciclopédia da Conscienciologia, que possui mais de 20 mil páginas escritas e continua sendo elaborada com a ajuda de pesquisadores do mundo inteiro.

Seu tratado Panorama das Experiências Fora do Corpo Humano, publicado em 1986, ocupa as prateleiras das principais bibliotecas mundiais e oferece 1907 menções bibliográficas universais sobre a Projeciologia, consagrada como ciência a partir da difusão desta obra. Outro trabalho, 700 Experimentos da Conscienciologia, lançado em 1994, consolida a Conscienciologia como disciplina científica.



Waldo Vieira e Chico Xavier


Já na sua infância Vieira supostamente começa a ter suas primeiras manifestações mediúnicas, tornando-se consequentemente adepto do Espiritismo. Afirma-se que sua primeira projeção consciente ocorrera com 9 anos de idade.
Na juventude se radica em Uberaba, onde se gradua em Medicina e Odontologia.

Como médium espírita, psicografa sozinho os seguintes livros: Conduta Espírita, de André Luiz (FEB, 1960), Bem-Aventurados os Simples, de Valerium (FEB, 1962), Cristo Espera por Ti, de Honoré de Balzac (IDE, 1965), De Coração Para Coração, de Maria Celeste (FEB, 1962), Seareiros de Volta, de diversos espíritos (FEB, 1966), Sonetos de Vida e de Luz, também de diversos espíritos (IDE, 1966), Sol nas Almas, de André Luiz (CEC, 1964) e Técnica de Viver, de Kelvin van Dine (CEC, 1967).

A criação da chamada Conscienciologia se deu após seu desligamento com o Espiritismo.